Agentes Ambientais Mirins visitam a Prefeitura e recebem fardamento


27 de março de 2019
Foto: Rodrigo Estrela

Conhecer a estrutura do Poder Público Municipal, saber quais as atribuições, responsabilidades e ainda fazer perguntas ao prefeito. Este é o objetivo do Projeto Pequeno Cidadão. E nesta quarta-feira, 27, foi a vez dos 32 agentes ambientais mirins, recém empossados, conhecerem a estrutura da administração da cidade em uma visita ao Paço.

Empolgados com a visita, os alunos de 10 escolas municipais não contiveram a alegria e logo que viram o prefeito iniciaram a série de perguntas ao gestor. Além das curiosidades sobre como é ser prefeito, as crianças receberam o fardamento do projeto Despertar Ambiental e apresentaram projetos sustentáveis que são desenvolvidos nas unidades escolares.

“Receber as crianças e poder explicar como funciona uma Prefeitura é um motivo de grande alegria porque elas são nosso presente e futuro e é nossa missão trabalhar com elas e para elas. E esta parte de mostrar o gabinete é mais uma forma de estar integrado com a sociedade, pois o papel do gestor é, não só fazer projetos importantes, mas também interagir e promover o melhor para a sociedade”, disse Gustavo.

O secretário do Meio Ambiente, Cláudio Everson, destacou o empenho dos professores da rede municipal no desenvolvimento de projetos ambientais. “A participação dos nossos docentes tem sido muito importante na conscientização e preservação da natureza. Amanhã teremos adultos que formarão um ambiente sustentável”, destacou.

Kamilla Giacomet, Coordenadora de Educação Ambiental, explicou que cada escola possui quatro agentes ambientais mirins voluntários. Segundo ela, todas as unidades do município aderiram ao projeto ambiental. “Temos 244 agentes em 61 escolas onde desenvolvemos vários projetos durante o ano, inclusive com premiações. São 244 reforços na preservação da natureza, porque eles ajudam a cuidar das escolas e até mesmo informam se há algum tipo de desordem”, disse.

Um desses agentes é Gabriel dos Santos de 10 anos, aluno do Emei Professora Vinovita Guimarães da Silva. Ele afirma que nunca jogou lixo no chão. “Eu gosto de plantar árvore, tirar água dos vasos para não ter focos da dengue”, diz o estudante que não deixa passar a oportunidade se alguém jogar lixo no chão. “Eu falo que não pode jogar lixo na rua porque está prejudicando o Meio Ambiente”, comentou ele orgulhoso.

Durante a semana os demais agentes empossados receberão os kits que contém fardamento, certificado e carteira de identificação.

Fonte: Josiane Coutinho

Mais Notícias