Aparecida comemora 98 anos com hasteamento de bandeiras e benção ecumênica


11 de maio de 2020
Foto: Rodrigo Estrela

Cerimônia na Cidade Administrativa sem público, para não gerar aglomerações, celebrou progresso da quase centenária Aparecida

Nos 98 anos de fundação de Aparecida, completados nesta segunda-feira (11), a cidade lembrou a data com entusiasmo, mas sem aglomerações. O aniversário foi celebrado numa cerimônia sem público, na Cidade Administrativa, seguida de uma benção ecumênica que veio literalmente dos céus, com orações e preces de líderes religiosos a bordo de um helicóptero, num sobrevoo das principais regiões de Aparecida.

A solenidade foi aberta com o hasteamento das bandeiras de Aparecida, de Goiás e do Brasil. Os ventos sopravam forte, no início da manhã, tremulando os estandartes, que rumaram para o topo do mastro ao som dos Hinos de Aparecida e do Brasil.

O hasteamento das bandeiras foi acompanhado pelo prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha; o vice-prefeito Veter Martins; o pároco da Paróquia Colina Azul, padre Vítor Simão; e o pastor Neuton Pereira Abreu, da Assembleia de Deus Campo Pedro Ludovico.

Gustavo agradeceu a participação dos líderes religiosos na cerimônia. Padre Vítor, e pastor Neuton representavam, respectivamente, o arcebispo metropolitano de Goiânia, dom Washington Cruz; e o bispo da igreja Assembleia de Deus Oídes José do Carmo.

O prefeito de Aparecida lembrou que, se não fosse a pandemia, a cidade estaria realizando hoje o tradicional desfile cívico, com um bolo de 98 metros, que seria compartilhado com toda a população. O evento reúne milhares de pessoas anualmente.

Mas Gustavo Mendanha frisou que Aparecida tem muitos anos de glória para comemorar. Primeiro prefeito de Aparecida nascido da cidade, Gustavo elegeu 2020 como um dos anos mais desafiadores na história recente do município.

“Esse momento é muito difícil, mas se todo mundo ficar em casa, tendo responsabilidade consigo e com o próximo, eu tenho certeza que nós vamos passar muito rápido por essa pandemia”, projetou Gustavo Mendanha.

O vice-prefeito Veter Martins ressaltou que Aparecida é uma cidade geradora de empregos e soluções. Nos últimos 10 anos, o PIB do município cresceu 122%, segundo o IBGE, alavancado pela atividade industrial, intensificada desde a década de 1980.

Veter também destacou as precauções tomadas em Aparecida para neutralizar os contágios da Covid-19. “Estamos seguindo todos os protocolos aqui, na cidade, para que essa pandemia não atinja nossa população de maneira muito agravante”, garantiu ele.

A primeira-dama e secretária de Assistência Social, Mayara Mendanha, e a esposa do vice-prefeito Veter Martins, Kassy Anne, também participaram da cerimônia.

Benção ecumênica em sobrevoo

Prefeito Gustavo Mendanha e o vice, Veter Martins, acompanharam a decolagem do helicóptero com os líderes religiosos – Foto: Rodrigo Estrela

Num ato ecumênico, que representou a pluralidade e a ligação de Aparecida com a religião, padre Vítor e pastor Neuton sobrevoaram a cidade a bordo de um helicóptero. Durante o voo, eles fizeram preces e orações pelas pessoas que moram no município.

Os religiosos sobrevoaram pontos estratégicos de Aparecida, como a Praça da Matriz, Polo Empresarial, Polo Industrial, Parque América, Hospital Municipal de Aparecida, região do Cruzeiro do Sul, Garavelo, Cidade Livre e Serra das Areias.

“Vamos acreditar que dias melhores estão chegando, estão raiando sobre Aparecida. Pela fé, eu declaro que Deus está com Suas mãos estendidas sobre essa cidade, sobre o seu prefeito e sobre o seu povo”, profetizou o pastor Neuton Abreu.

Padre Vítor citou, baseado na Bíblia, o trecho do livro de João 14:1. O verso diz: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim”. E encerrou, o padre: “Confiando no poder de Deus, nós vamos passar por esse momento e alimentar o nosso coração com a esperança do Céu”.

Programação especial continua

A programação para curtir em casa o aniversário de Aparecida continua hoje à noite.

Saiba mais:

Aniversário de Aparecida tem programação especial, com benção ecumênica e vídeo contando sua história

Texto: Allan David

Mais Notícias