Prefeito apresenta potencialidades de Aparecida ao ministro da Economia e Indústria de Israel


12 de setembro de 2017
Foto: Divulgação

No primeiro dia da missão oficial no país, Gustavo Mendanha e o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cleomar Rocha, se encontraram com empresários em Tel Aviv. Nesta quarta-feira (13) eles desembarcam em Berseba, próximo a Jerusalém

O primeiro dia da missão oficial do prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, em Israel, incluiu reuniões com empresários locais e audiência com o ministro da Economia e Indústria, Eli Cohen. Os encontros ocorreram nesta terça-feira (12), em Tel Aviv, a segunda maior cidade do país, distante 70 quilômetros da capital, Jerusalém. O embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, é o anfitrião do prefeito que conta com a companhia da primeira dama e secretária de Assistência Social, Mayara Mendanha e do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cleomar Rocha.

O prefeito classificou a audiência com o ministro da Economia como excelente e não escondeu o entusiasmo por ter conseguido apresentar a Cohen dados sobre Aparecida de Goiânia a fim de credenciá-la a receber empresas de Israel. Gustavo também vislumbrou em Eli Cohen, além do cargo que o israelense ocupa, uma espécie de avalista junto a empresários do país com a intenção de investir no Brasil. O ministro da Economia também confirmou que quando estiver em viagem pelo país, virá à Aparecida de Goiânia.

De acordo com o prefeito Gustavo Mendanha, ocorreram alguns contatos com empresários na “Watec Israel 2017”, uma feira em Tel Aviv que reúne investidores, produtores e pesquisadores de diferentes países e que discute as soluções mais inovadoras na utilização da água. Em uma das reuniões, Gustavo estava ao lado do prefeito de Chicago, Rahm Emanuel – a cidade fica no estado norte-americano de Illinois, cujo governador, Bruce Rauner, era um dos convidados da mesma reunião.

O gestor municipal se encontrou com representantes de empresas que possuem tecnologias modernas para uso racional e consciente da água, incluindo sistemas de monitoramento, via satélite, de vazamento em tubulações subterrâneas. Dentre os contatos, o prefeito achou interessante o trabalho de uma empresa que utiliza o sistema de irrigação por gotejamento. E uma outra, que utiliza energia solar que acenou de forma mais concreta a possibilidade de se fixar em Aparecida. “Em Aparecida, a responsabilidade pelo fornecimento é do Estado, mas o município não pode se omitir nesta discussão”, constatou Gustavo.

O prefeito dará continuidade às visitas a outras empresas ainda nesta semana, conforme articulação prévia feita pelo embaixador Yossi Shelley. Gustavo se reunirá ainda com empresários das áreas de reciclagem de lixo, do uso de tecnologias para melhorar a segurança dos cidadãos e com industriais que utilizam tecnologia LED. “Este tipo de fonte de luz permite-nos múltiplos usos como iluminação noturna da cidade com menor custo para os cofres públicos”, comenta Gustavo.

Berseba
Nesta quarta-feira, 13, a agenda do prefeito será em Berseba, cidade localizada no sul do país e a pouco mais de 25 quilômetros de distância de Jerusalém. Gustavo e o secretário Cleomar Rocha, além da primeira-dama e secretária de Assistência Social, Mayara Mendanha, serão recebidos pelo prefeito Ruvik Danilovich – que está em seu segundo mandato -, além de autoridades locais.

Berseba (ou Beer-Sheeva) é a cidade natal do embaixador Yossi Shelley, responsável por estreitar o relacionamento do prefeito com Israel. O objetivo é torná-la cidade irmã de Aparecida, para que esta obtenha mais facilidades e menos burocracia na concretização de negócios com com Israel. Se voltar ao Brasil com a anuência formal do prefeito Ruvik Danilovich, Gustavo terá que enviar projeto de lei à Câmara Municipal para que os vereadores aprovem esta parceria político-econômica entre as duas cidades.

Fonte: Thiago Marques

Mais Notícias