Prefeitura de Aparecida e Governo de Goiás apresentam programa para implantação de Parque Tecnológico


24 de junho de 2019
Foto: Ênio Medeiros

Objetivo é atrair e criar empresas de base tecnológica e instituições de pesquisa, como meio para a concretização de projetos que gerem desenvolvimento econômico, emprego e renda

 

Para promover o desenvolvimento econômico com o uso de tecnologias, a Prefeitura de Aparecida, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, apresentou na manhã desta segunda-feira, 24, o projeto para implantação do Parque Tecnológico do município (AparecidaTEC). A apresentação foi realizada durante o lançamento do Programa de Parques Tecnológicos do Estado, promovido pelo Governo de Goiás. O evento ocorreu no Auditório Mauro Borges, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, na capital, e reuniu centenas de autoridades.

Os Parques Tecnológicos consistem em empreendimentos que objetivam atrair, criar, incentivar e manter empresas de base tecnológica e instituições de pesquisa, como meio para a concretização de projetos que gerem desenvolvimento econômico, inclusive geração de emprego e renda. Pelo programa do governo estadual, serão implantados cinco parques tecnológicos em cinco cidades do Estado, sendo eles nos municípios de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Rio Verde e Cidade Ocidental.

O vice-prefeito de Aparecida, Veter Martins destacou que a implantação do Parque Tecnológico vai fomentar o desenvolvimento econômico do município. “A cidade que não investir em ciência, tecnologia e inovação, infelizmente vai ficar para traz. Aparecida ganha com isso e o governador Ronaldo Caiado foi muito feliz em escolher cinco grandes cidades para implantar os parques tecnológicos, fomentando a pesquisa, a competitividade econômica e a geração de emprego no município”, sublinhou.

Segundo o secretário de Ciência, Tecnologia se Inovação de Aparecida, professor Cleomar Rocha, o projeto vai garantir um futuro melhor para a cidade e gerar emprego. “Temos um município pautado pelas universidades e indústrias e os parques tecnológicos aceleram o processo de desenvolvimento, implementando e trazendo novas empresas de cunho tecnológico para que possamos construir um futuro melhor para a nossa cidade. Serão cerca de 189 novas empresas que irão gerar mais de mil empregos direitos, que trazem ainda uma perspectiva de desenvolvimento para a região metropolitana. Portanto, considero que esta será uma das chaves para o desenvolvimento regional”, destacou. Segundo ele, Aparecida tem perspectivas de trabalhar com quatro áreas: Energia, Mineração, Indústria 4.0 e Smart Cities. A expectativa é de R$ 400 milhões em investimentos.

Para o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Adriano da Rocha Lima, os parques tecnológicos representam a forma que o Estado tem de viabilizar investimentos. “A inovação é um conceito mundialmente consagrado e importante para o desenvolvimento da indústria e da economia. Para fazermos essa ligação entre o ambiente que é formado o conhecimento, nas universidades, e o setor produtivo, o parque tecnológico é o meio mais concreto de construir essa ponte. E o governo faz essa articulação em benefício da sociedade, garantindo que projetos de pesquisa possam sejam transformados em empreendimento, aumentando o emprego, a arrecadação, a importação e exportação de tecnologia”, pontuou.

Para finalizar, o governador Ronaldo Caiado destacou, em seu discurso do lançamento do projeto, que a vocação econômica das cidades goianas é fundamental para a implantação do sistema. “Esse programa de desenvolvimento regional só passa a ser possível graças aos parques tecnológicos e da vocação de cada uma das cidades, que é a base fundamental. Vejo, por exemplo, Aparecida de Goiânia nessa preocupação de modernizar cada vez mais o convívio das pessoas com sua própria cidade, que é uma referência hoje”, finalizou.

Presenças – Estiveram presentes o governador Ronaldo Caiado, vice-prefeito Veter Martins, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Aparecida, professor Cleomar Rocha, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Goiás, Adriano da Rocha Lima, deputados Adriano do Baldy (federal) e Virmondes Cruvinel (estadual), o senador Vanderlan Cardoso (presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Informática do Senado), reitores Edward Madureira (UFG) e Ivano Devilla (UEG), além dos prefeitos Roberto Naves (Anápolis), Paulo do Vale (Rio Verde), Fábio Correa (Cidade Ocidental).

 

Fonte: Rafael Freitas

Mais Notícias