Prefeitura de Aparecida pagará três folhas salarias no período de 30 dias


17 de novembro de 2017
Foto: Arquivo

Serão injetados cerca de R$105 milhões na economia de cidade

A Prefeitura de Aparecida irá pagar as três últimas folhas do primeiro ano da atual gestão no período de 30 dias. A informação é do secretário da Fazenda André Luiz Rosa que prevê o aquecimento da economia, geração de empregos e renda neste fim de ano.

O pagamento da folha de novembro será realizado até dia 30 do mês corrente e as folhas salarias do 13º salário e do mês de dezembro, que será antecipada, serão quitadas até o dia 20 de dezembro. Em razão disso, serão injetados cerca de R$105 milhões na economia de Aparecida.

O prefeito Gustavo Mendanha afirmou que a prefeitura mantém o equilíbrio financeiro do município e está com os compromissos em dia. “A quitação da folha de pagamento é prioridade da minha gestão e o pagamento de três folhas em menos de 30 dias permite ao servidor programar seus gastos de fim de ano e movimenta o comércio”, enfatizou o prefeito.

Segundo André Rosa, os reflexos são positivos tanto na vida do servidor público quanto da economia local. “Praticamente todo esse valor injetado  será utilizado dentro da própria cidade. Isso irá facilitar a programação familiar dos servidores que incluem o pagamento de dívidas, as festas de final de ano e viagens”, revelou o secretário André Rosa.

“Para o comércio este é um período que eu costumo chamar de círculo virtuoso, este dinheiro das folhas salarias aumentará o poder de compra do nosso servidor, o que irá gerar aumento da demanda junto ao comércio, que com isso irá contratar mais funcionários que, consequentemente, irão ter uma renda que não tinham e irão consumir em nosso comércio, aumentando a renda do comerciante e assim por diante”, destacou o secretário.

“Aparecida tem uma saúde financeira muito boa. Nós só conseguimos pagar a folha e  manter nossos compromissos porque o prefeito Gustavo Mendanha tem uma preocupação muito grande com a solidez financeira, controle de gastos e com a otimização de desempenho. Nosso desafio é manter, no mínimo, a mesmo padrão daquilo que já existe e buscar sempre a melhoria da qualidade das nossas ações, sem perder de vista o equilíbrio das contas públicas”, ressaltou o secretário André Rosa.

Fonte: Elzenúbia Moreira

Mais Notícias