Máquina de ressonância magnética chega ao HMAP, com capacidade para realizar 800 exames mensais


1 de outubro de 2019
Foto: Wigor Vieira

Nesta segunda-feira, 30, foi entregue a máquina de ressonância magnética do Hospital Municipal de Aparecida (HMAP). Pesando cerca de cinco toneladas, o magneto, principal parte do equipamento, já foi conduzido à sala de operação e agora a equipe da empresa fornecedora trabalha para sua instalação completa. A expectativa é que a ressonância comece a funcionar com plenitude e segurança em meados de novembro. O equipamento tem capacidade para realizar cerca de 800 exames mensais e atenderá a demanda não apenas do Hospital, mas de toda a rede municipal, contemplando pacientes da urgência e do ambulatório. 

Para o prefeito Gustavo Mendanha a aquisição significa mais independência e dignidade para a população de Aparecida de Goiânia, que também é referência em Saúde para outros 55 municípios da região Centro-sudeste. “Nossa máquina é a primeira da rede pública municipal e veio para suprir uma demanda antiga. Nossos pacientes não precisarão mais se deslocar para outras cidades para fazer esses exames. Além disso, o investimento de 2,795 milhões de reais com a aquisição resultará em grande economia para nosso município, que deixará de terceirizar o serviço”, afirmou.

O secretário de Saúde, Alessandro Magalhães, também comemorou a chegada do aparelho e destacou: “A obtenção de equipamentos de diagnóstico por imagem é extremamente necessária para modernizar nossos serviços de diagnóstico, elevando a segurança para pacientes e profissionais. O aparelho adquirido para o HMAP contém as características da tecnologia de ponta de ressonância magnética, desenvolvida para facilitar o uso e proporcionar excelente qualidade de imagem e conforto ao paciente”.

HMAP

Entregue para a população em dezembro de 2018, o Hospital Municipal de Aparecida é o maior do Estado, construído por uma prefeitura. A unidade tem 230 leitos, sendo 30 UTI´s, 20 leitos destinados à urgência e 180 apartamentos. A unidade também abriga os primeiros leitos de internação pediátrica da cidade, evitando assim o deslocamento intermunicipal de quem precisa do serviço. No local, serão realizados cerca de 1,2 mil atendimentos de urgência e emergência, mais de 900 internações, 11 mil atendimentos ambulatoriais e 25 mil exames, todos os meses. Serão oferecidas ainda cirurgia geral, pediátrica, ortopédica, cardíaca e urológica.

Fonte: Camila Godoy

Mais Notícias